Zé Pereira da Chácara


Registrado no livro do Tombo Municipal como Patrimônio Imaterial, o Zé Pereira da Chácara é um grupo de bonecos gigantes que teve sua origem no ano de 1846, no carnaval na cidade de Mariana. Nos finais do século XIX, o Zé Pereira havia se convertido em uma das principais referencias culturais da população.

Ao final da década de 1990, o desfile durante os festejos tradicionais começa a contar com bonecos confeccionados com caricaturas de personalidades do meio televisivo, todos os anos os participantes se reúnem para confeccionar, reparar e trajar os bonecos gigantes ou catitões. Atualmente, iniciativas particulares e prefeituras fornecem verbas e auxílios. Os bonecos possuem em média, dois metros, mas podem chegar aos cinco metros de altura e peso médio de dez quilos. Os catitões são confeccionados com varas de bambu, taquara, papelão, cola e espuma.

Por ser largamente conhecido em Mariana, o Zé Pereira abre o carnaval em Mariana, os foliões vestem os trajes e se concentram na Toca do Zé Pereira, de onde parte o cortejo com dezenas de bonecos que dançam ao som das tradicionais marchinhas, alegrando todo o público. Após o cortejo, os participantes do desfile deixam seus bonecos e já fazem alguns ajustes se possível, sempre contando com o bom humor. O Zé Pereira sempre aborda um personagem de telenovela ou uma personalidade pública que teve destaque em determinado período, além de personalidades marianenses.


Informações

Ingresso : Gratuito


Álbum de fotos